Presidente do Peru não é destituído pelo Congresso

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

19 de setembro de 2020

O presidente do Peru, Martín Vizcarra, não será destituído pelo Congresso, já que seus oponentes não obtiveram os votos necessários para destituí-lo na noite de sexta-feira.

Após um debate de 10 horas no parlamento, no qual o presidente apresentou seu argumento no início do dia, apenas 32 parlamentares votaram a favor do impeachment, 78 contra e 15 se abstiveram, então a moção foi arquivada.

Os oponentes de Vizcarra precisaram de 87 votos, de um total de 130, para remover o governante popular.

O processo de impeachment por "incapacidade moral", iniciado há apenas uma semana, gerou grande incerteza no país, em meio à pandemia de coronavírus e à recessão econômica.

Vizcarra, de 57 anos, foi acusado de instigar dois assessores a mentir em uma investigação, segundo áudios que vazaram.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com