Presidente do Kosovo renuncia após ser indiciado por crimes de guerra

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

5 de novembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O presidente do Kosovo, Hashim Thaçi, confirmou que foi indiciado por crimes de guerra e crimes contra a humanidade.

Thaçi disse numa entrevista coletiva hoje que, por causa da acusação, ele estava renunciando ao cargo.

Ele foi comandante do Exército da Libertação do Kosovo (ELK), um grupo guerrilheiro da etnia albanesa que lutou contra as forças de segurança de Belgrado na guerra de 1998-99.

Uma Promotoria Especializada do Tribunal de Haia acusou Thaçi e outros suspeitos de serem "criminalmente responsáveis ​​por quase 100 assassinatos", bem como pelo "desaparecimento forçado de pessoas, perseguição e tortura".

Os alegados crimes envolveram "centenas de vítimas de Kosovo, albaneses, sérvios, ciganos e outras etnias e também oponentes políticos",

Thaçi negou envolvimento em quaisquer crimes de guerra.

Fontes



Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit