Presidente do Irão declara que Israel deveria ser varrida da face da Terra

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
LocationIran.png

28 de outubro de 2005

Para o Presidente do Irão, Mahmoud Ahmadinejad, o mundo muçulmano não deve permitir que seu inimigo histórico viva dentro dele. Assim ele afirmou numa conferência intitulada "O mundo sem o sionismo", assistido por 3 mil estudantes. Ahmadinejad ainda declarou que Israel "deveria ser apagada do mapa".

Sob a presidência de Mohammad Khatami, viveu-se no Irão um ambiente de tolerância e a diplomacia iraniana dava sinais de aceitar a coexistência dos estados de Israel e Palestina. Desde a ascensão ao poder de Ahmadinejad, em agosto de 2005, a posição oficial do Irão com respeito a Israel se radicalizou. Esta posição faz que as intenções do Irão em relação à energia nuclear sejam vistas com temor por outro países.

As embaixadas dos Estados Unidos, França, Espanha, Reino Unido, Canadá e Austrália, entre outras, reagiram negativamente às declarações do Presidente iraniano.

Fontes