Presidente americano pede aos fãs para não acreditar na imprensa

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

19 de fevereiro de 2017

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, usou a rede social Twitter no sábado para pedir aos fãs para não acreditar na imprensa ou jornalistas. Em sua conta no Twitter, ele disse: "Não acredite em notícias falsas. A Casa Branca está funcionando muito bem. Eu herdei uma bagunça e estou no processo de corrigi-la".

O senador norte-americano John McCain, defendeu a mídia contra o ataque do presidente Donald Trump, e alertou que a supressão da imprensa livre é "como os ditadores começam". O republicano do Arizona, um crítico freqüente de Trump, respondendo a Trump que acusou a mídia de ser "o inimigo do povo americano", citou:

"Eles começam por suprimir a imprensa livre. Em outras palavras, uma consolidação do poder. Quando você olha para a história, a primeira coisa que os ditadores fazem é controlar a imprensa. E eu não estou dizendo que o Presidente Trump está tentando ser um ditador. Só estou dizendo que precisamos aprender as lições da história".

A senadora americana Jeanne Shaheen, democrata do estado de Nova Hampshire, disse em uma conferência que ela também estava preocupada com os comentários de Trump.

"O perigo real é a crítica do presidente à mídia. Uma imprensa livre ... é muito importanta para manter a democracia, e os esforços por parte de um presidente para minar e manipular a imprensa são muito perigosos".

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati