Presidente americano pede aos fãs para não acreditar na imprensa

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

19 de fevereiro de 2017

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, usou a rede social Twitter no sábado para pedir aos fãs para não acreditar na imprensa ou jornalistas. Em sua conta no Twitter, ele disse: "Não acredite em notícias falsas. A Casa Branca está funcionando muito bem. Eu herdei uma bagunça e estou no processo de corrigi-la".

O senador norte-americano John McCain, defendeu a mídia contra o ataque do presidente Donald Trump, e alertou que a supressão da imprensa livre é "como os ditadores começam". O republicano do Arizona, um crítico freqüente de Trump, respondendo a Trump que acusou a mídia de ser "o inimigo do povo americano", citou:

"Eles começam por suprimir a imprensa livre. Em outras palavras, uma consolidação do poder. Quando você olha para a história, a primeira coisa que os ditadores fazem é controlar a imprensa. E eu não estou dizendo que o Presidente Trump está tentando ser um ditador. Só estou dizendo que precisamos aprender as lições da história".

A senadora americana Jeanne Shaheen, democrata do estado de Nova Hampshire, disse em uma conferência que ela também estava preocupada com os comentários de Trump.

"O perigo real é a crítica do presidente à mídia. Uma imprensa livre ... é muito importanta para manter a democracia, e os esforços por parte de um presidente para minar e manipular a imprensa são muito perigosos".

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati