Presidente Ramos-Horta estuda renunciar para assumir posto na ONU

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

26 de junho de 2008

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O presidente de Timor Leste, José Ramos-Horta, anunciará nesta quinta-feira se aceita o cargo de Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos, que lhe foi oferecido pelo secretário-geral Ban Ki-moon.

'Peço desculpas por ainda não poder dizer que me decidi se serei candidato ao posto de alto comissário dos direitos humanos em Genebra'

—José Ramos-Horta

A declaração foi dada em uma coletiva de imprensa na capital do Timor Leste, Dili. Ele foi encorajado pelos governos de Brasil, Austrália e Portugal, além do primeiro-ministro Xanana Gusmão, a aceitar o posto em substituição à canadense Louise Arbour. Ramos-Horta ocupa a Presidência de Timor Leste desde as eleições presidenciais de 2007, nas quais conquistou em segundo turno um mandato de cinco anos.

'Tenho de consultar líderes políticos e religiosos porque tenho responsabilidade com o povo e com o país. Tenho de considerar as consequências políticas de deixar o país.'

—Idem

Fontes