Prefeito da cidade de Rio Claro, no RJ, é assassinado

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Localização do município de Rio Claro no mapa do estado do Rio de Janeiro
Bandeira do Brasil
Outras notícias sobre o Brasil
Localização do Brasil
Localização do Brasil

21 de dezembro de 2015

Rio de Janeiro — O prefeito da cidade de Rio Claro (RJ), Raul Fonseca Machado (PSD), foi assassinado a tiros no noite ontem, em uma de suas propriedades no município carioca, onde vivia com a sua esposa, Stella Reis Machado. A propriedade cerca de 4 km do centro da cidade, na rodovia Saturnino Braga (RJ-155), que faz a ligação entre as cidades de Angra dos Reis e Barra Mansa.

Segundo a Polícia Militar, quatro homens entraram armados e encapuzados na propriedade e renderam o casal. Segundo a TV Rio Sul, afiliada da Globo na região, o prefeito foi morto em uma troca de tiros entre ele e os criminosos. Ainda segundo a emissora, a esposa do prefeito não foi ferida. A polícia suspeita que o caso seja um latrocínio, quando um roubo é seguido de morte.

Os bandidos deixaram a propriedade levando um Fiat Strada e um Pajero Dakar de propriedade da família do prefeito. Um dos veículos roubados foi encontrado queimado às margens da rodovia Presidente Dutra (BR-116), no trecho em que passa pelo município de Piraí.

O município de Rio Claro declarou luto oficial de três dias. O corpo do prefeito esta sendo velado na Câmara do Vereadores de Rio Claro e será sepultado às 17h. Sebastião Inácio Rodrigues (PSD), vice-prefeito da cidade, assumirá o cargo no lugar de Raul. A posse do novo prefeito acontece amanhã, às 9h.

Este não foi o primeiro caso de assassinato de um prefeito no Brasil este ano. Daniel Antônio de Sousa (PTB), prefeito de Matrinchã, e a sua esposa, Elizeth Bruno de Barros, foram assassinados na cidade do interior de Goiás. O prefeito de Elias Fausto, cidade do interior de São Paulo, Laércio Betarelli (PSDB), também foi morto este ano.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati