Prefeito da cidade de Rio Claro, no RJ, é assassinado

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Localização do município de Rio Claro no mapa do estado do Rio de Janeiro

21 de dezembro de 2015

Rio de Janeiro — O prefeito da cidade de Rio Claro (RJ), Raul Fonseca Machado (PSD), foi assassinado a tiros no noite ontem, em uma de suas propriedades no município carioca, onde vivia com a sua esposa, Stella Reis Machado. A propriedade cerca de 4 km do centro da cidade, na rodovia Saturnino Braga (RJ-155), que faz a ligação entre as cidades de Angra dos Reis e Barra Mansa.

Segundo a Polícia Militar, quatro homens entraram armados e encapuzados na propriedade e renderam o casal. Segundo a TV Rio Sul, afiliada da Globo na região, o prefeito foi morto em uma troca de tiros entre ele e os criminosos. Ainda segundo a emissora, a esposa do prefeito não foi ferida. A polícia suspeita que o caso seja um latrocínio, quando um roubo é seguido de morte.

Os bandidos deixaram a propriedade levando um Fiat Strada e um Pajero Dakar de propriedade da família do prefeito. Um dos veículos roubados foi encontrado queimado às margens da rodovia Presidente Dutra (BR-116), no trecho em que passa pelo município de Piraí.

O município de Rio Claro declarou luto oficial de três dias. O corpo do prefeito esta sendo velado na Câmara do Vereadores de Rio Claro e será sepultado às 17h. Sebastião Inácio Rodrigues (PSD), vice-prefeito da cidade, assumirá o cargo no lugar de Raul. A posse do novo prefeito acontece amanhã, às 9h.

Este não foi o primeiro caso de assassinato de um prefeito no Brasil este ano. Daniel Antônio de Sousa (PTB), prefeito de Matrinchã, e a sua esposa, Elizeth Bruno de Barros, foram assassinados na cidade do interior de Goiás. O prefeito de Elias Fausto, cidade do interior de São Paulo, Laércio Betarelli (PSDB), também foi morto este ano.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com