Prefeito conservador de Varsóvia ganha eleição presidencial na Polônia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

28 de outubro de 2005

O atual prefeito de Varsóvia, Lech Kaczynski (Loudspeaker.png pronúncia arq) do Partido Lei e Justiça (PiS) venceu a Eleição Presidencial de 2005 na Polônia.

Os resultados oficiais deram a Kaczynski 50,04% dos votos, enquanto seu rival Donald Tusk, do partido de tendência liberal Plataforma Cívica (PO) obteve 45,96%.

A campanha de Kaczynski se baseou no combate à corrupção, a proteção do sistema de benefícios sociais e a promoção dos valores tradicionais católicos da Polônia. Sua eleição confirma a tendência mostrada pelos eleitores desde as Eleições Legislativas de setembro e do primeiro turno desta eleição, ocorrida em princípios de outubro.

Durante a campanha, Kaczynski manteve um tom de confrontação com a Rússia. No entanto, ele ficou mais suave e Kaczynski mostrou-se aberto à negociação nas primeiras declarações como Presidente eleito. Ele convidou Vladimir Putin a visitar Varsóvia, como um primeiro passo para melhorar as relações entre ambos países.

Os dois partidos conservadores, o PiS e o PO, que obtiveram juntos maioria nas Eleições Legislativas de setembro, com uma pequena vantagem nas duas para o PiS, devem agora completar as negociações para formar um novo governo.

Até agora, as negociações foram difíceis, mas o PO espera obter concessões em postos importantes, especialmente em Economia e Finanças Públicas, antes de dar seu apoio a uma coligação.

Ambos partidos têm como origem comum o Movimento Solidariedade de Lech Wałęsa.

Fontes