Saltar para o conteúdo

Porto Alegre está em situação de calamidade; cheia do Guaíba é histórica

Fonte: Wikinotícias

3 de maio de 2024

Email Facebook X WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

As cheias históricas que atingem o Rio Grande do Sul (RS) chegaram também ao lago Guaíba, onde desembocam os rios Jacuí (84,6% das águas), dos Sinos (7,5%), Caí (5,2%) e Gravataí (2,7%). Acontece que o rio Jacuí recebe, por sua vez, as águas do rio Taquari, que está muito além da cota de inundação, tendo a Defesa Civil do RS avisado ontem: "Alerta extremo: rio Taquari em inundação severa chegando no Jacuí, com níveis elevados até Eldorado do Sul".

Segundo o portal do jornal Correio do Povo, "o Guaíba registrou na noite de quinta-feira sua maior elevação desde a enchente de 1941. Conforme a Rede Hidrometeorológica Nacional, o nível observado às 21h15miin era de 3,56m na região do Cais Mauá". O portal também reportou que dados do governo do Rio Grande do Sul indicam a possibilidade do avanço das águas ultrapassar a marca de 5m, o que será então a maior cheia da história do estado, superando a cheia de 1941, com 4,76m.

Em vista da situação, o prefeito da capital gaúcha decretou estado de calamidade pública, que "autoriza a administração a empregar todos os recursos e voluntários na assistência à população e restabelecimento de serviços".

Ontem à noite o governo federal reconheceu estado de calamidade pública decretado pelo governador do RS, tornando o estado "apto a solicitar recursos federais para ações de defesa civil, como assistência humanitária, reconstrução de infraestruturas e restabelecimento de serviços essenciais", reporta o portal G1.

Referências[editar | editar código-fonte]

Notícias Relacionadas[editar | editar código-fonte]

Fontes[editar | editar código-fonte]