Político alemão comete suicídio devido a COVID-19

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

30 de março de 2020

Thomas Schäfer presta juramento como ministro das finanças do estado de Hesse

Thomas Schäfer, ministro das finanças do estado alemão de Hesse, cometeu suicídio. Seu corpo foi encontrado na manhã de sábado (28), perto dos trilhos do trem super rápido ICE, na cidade de Hochheim am Main. Segundo o primeiro-ministro de Hesse, Volker Bouffier, este pode ser o primeiro suicídio político associado à pandemia de COVID-19.

Explicando a morte de Thomas Schaefer, o jornal alemão FAZ citou uma carta de despedida na qual o político não mencionou o vírus diretamente, mas definiu o futuro socioeconômico de Hesse como "sem esperança". Posteriormente, o jornal excluiu esta carta da internet, mas suas capturas de tela continuam a ser distribuídas nas redes sociais.

O primeiro-ministro de Hesse, Volker Bouffier, lembrou que Schäfer estava “envolvido dia e noite” na crise atual e acrescentou que “devemos assumir que Thomas Schäfer estava muito preocupado em atender às enormes expectativas da população ㅡ especialmente na área de assistência”. “Eu tenho que assumir”, disse Buffier, “que esses problemas o esmagaram. Obviamente, ele não viu mais saídas. Ele estava desesperado e, portanto, nos deixou”.

O ministro das finanças de Hesse, membro da União Democrata-Cristã (UDC), Thomas Schäfer, tinha 54 anos. Ele deixou uma esposa e dois filhos. Alguns dias atrás, falando no parlamento regional, Schaefer chamou a epidemia de "desafio do século."

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com