Polícia Judiciária descobre a máfia no futebol russo em Portugal

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Futebol, paixão dos milhões.

5 de maio de 2016

De acordo com a Interpol, a Polícia Judiciária de Portugal descobriu um grupo criminoso, que consistia principalmente de russos; grupo envolvido em lavagem de dinheiro através da compra de clubes de futebol portugueses com a sua venda posterior através de uma rede de empresas de fachada.

Como parte das buscas na operação foram realizados em escritórios e residências privadas, com o resultado foram presas as três «pessoas-chave». Em particular, entre os submetidos a buscas, foi o clube da terceira divisão União de Leiria; foram presos, o dono do clube Alexander Tolstikov e dois gerentes.

O Serviço de Polícia da UE (Europol) explicou: «O grupo comprava os clubes europeus com dificuldades financeiras e inculcada neles os benfeitores que forneceram as doações ou investimentos necessários». Após os «benfeitores» fazerem parte da confiança, eles ofereceram um complexo esquema de venda do clube, «com o resultado que era impossível identificar os proprietários, mas, na realidade, a equipa estava sob o controlo da máfia russa». Mais clubes de futebol têm sido usados ​​para lavagem de dinheiro (através de super ou subestimação dos jogadores no mercado de transferências e o acordo sobre os direitos de transmissão televisiva de jogos), bem como jogos de apostas. Clubes de futebol próximos «têm sido usados para a lavagem de dinheiro (Através de super ou subestimação dos jogadores no mercado de transferências e o acordo sobre os direitos de transmissão dos jogos) bem como jogos de apostas».

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati