Polícia Judiciária descobre a máfia no futebol russo em Portugal

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Futebol, paixão dos milhões.

5 de maio de 2016

De acordo com a Interpol, a Polícia Judiciária de Portugal descobriu um grupo criminoso, que consistia principalmente de russos; grupo envolvido em lavagem de dinheiro através da compra de clubes de futebol portugueses com a sua venda posterior através de uma rede de empresas de fachada.

Como parte das buscas na operação foram realizados em escritórios e residências privadas, com o resultado foram presas as três «pessoas-chave». Em particular, entre os submetidos a buscas, foi o clube da terceira divisão União de Leiria; foram presos, o dono do clube Alexander Tolstikov e dois gerentes.

O Serviço de Polícia da UE (Europol) explicou: «O grupo comprava os clubes europeus com dificuldades financeiras e inculcada neles os benfeitores que forneceram as doações ou investimentos necessários». Após os «benfeitores» fazerem parte da confiança, eles ofereceram um complexo esquema de venda do clube, «com o resultado que era impossível identificar os proprietários, mas, na realidade, a equipa estava sob o controlo da máfia russa». Mais clubes de futebol têm sido usados ​​para lavagem de dinheiro (através de super ou subestimação dos jogadores no mercado de transferências e o acordo sobre os direitos de transmissão televisiva de jogos), bem como jogos de apostas. Clubes de futebol próximos «têm sido usados para a lavagem de dinheiro (Através de super ou subestimação dos jogadores no mercado de transferências e o acordo sobre os direitos de transmissão dos jogos) bem como jogos de apostas».

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati