Parlamentar americano alerta para ecologistas radicais

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

5 de julho de 2006

O Senador americano James M. Inhofe (R-Oklahoma) criticou ecologistas radicais na sua palestra para univesitários na reunião anual do Eagle Forum’s (Fórum das Águias) em Washington, DC no final do mês passado. Universidades americanas seriam o celeiro e o alvo desses grupos radicais, chamados de eco-terroristas.

Segundo o parlamentar, o "Departamento de Justiça menciona ecologistas radicais como a ameaça número um em terrorismo doméstico". O senador disse que entre as ações promovidas pelos radicais estão: ensinar como praticar incêndios, perseguir pessoas e usar bombas.

Dr. Jerry Vlasak, da ONG Stop Huntingdon Animal Cruelty (SHAC) disse para o Senador Inhofe que "determinados atos são moralmente justificados". Para Vlasak, "um camundongo é equivalente em moral a uma criança".

Dois grupos de ecologistas: o Animal Liberation Front e o Earth Liberation Front teriam sido responsáveis por 1200 actos de violência a causado prejuízos da ordem de 200 milhões de dólares. Segundo o senador Inhofe já sofreram ataques os laboratórios das seguintes universidades: Iowa, Michigan, Louisiana State e Wisconsin.

Fontes