Paquistão e China assinam tratado de livre comércio

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

26 de novembro de 2006

O Presidente chinês, Hu Jintao, assinou um tratado de livre comércio com sua contraparte paquistanesa, o General Pervez Musharraf, durante encontro em Islamabad. Eles assinaram um tratado de cinco anos para impulsionar o comércio bilateral na sexta-feira (24).

Depois de uma viagem de três dias para a Índia, Hu Jintao viajou ao Paquistão para uma visita de quatro dias e em sua chegada ele teve uma recepção real. Sua visita para o Paquistão é a primeiro feita por um líder chinês em uma década.

De acordo com os diplomatas, o acordo é capaz de triplicar o valor do comércio bilateral dentro dos próximos cinco anos para 15 bilhões de dólares.

O ministro do comércio paquistanês, Humayoun Akhtar, disse que o novo tratado de comércio fortalece os esforços para reduzir as tarifas. Ele acrescentou que o comércio entre os dois países será completamente livre de taxas dentro dos próximos cinco anos.

Ambos os países concordaram em fazer novos acordos para as áreas da defesa e de energia. A força aérea paquistanesa e as indústrias de aviação chinesas prometeram uma colaboração de longo prazo no ramo de construção de aeronaves, inclusive para a fabricação de Sistemas de Controle e Alerta Aéreo: os AWACS.

Fontes[editar]