Papa Francisco visita a Turquia em nova missão ecumênica

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

26 de novembro de 2014

O papa Francisco inicia na próxima sexta-feira (28) viagem à Turquia, em visita de importante significado ecumênico. Estão agendados encontros com as principais autoridades e políticos turcos e uma visita à Mesquita Azul.

A visita do papa à Turquia, país de 77 milhões de habitantes, com larga maioria de população muçulmana, vai permitir um segundo encontro neste ano com o patriarca ecumênico Bartolomeu, o atual líder da Igreja Ortodoxa de Constantinopla, com quem Francisco celebrará em Istambul a festa de Santo André, patrono da congregação.

Os dois chefes religiosos já se cruzaram em 25 de maio em Jerusalém, durante celebração ecumênica na Igreja do Santo Sepulcro.

O primeiro dia da visita do papa à Turquia, comandada desde 2002 pelo Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP, com origem no islamismo), está reservado a encontros oficiais com os principais dirigentes políticos turcos.

Após desembarcar, no início da tarde de sexta-feira, em Ancara, capital do país, o chefe da Igreja Católica visitará o mausoléu de Mustafa Kemal Ataturk, que fundou da República da Turquia em 1923, participará de encontros com o presidente Recep Tayyip Erdogan e outras autoridades governamentais, antes de uma audiência com o primeiro-ministro Ahmet Davutoglu.

A agenda prevê ainda um encontro com o responsável por assuntos religiosos do governo turco, a mais importante autoridade muçulmana do país, e diversos embaixadores.

No sábado (29), o papa visitará Istambul, maior cidade da Turquia. Em Istambul, o programa começa com um passeio na Basílica de Santa Sofia, considerada a igreja mais significativa do Império Bizantino até a conquista de Constantinopla pelos otomanos em 1453.

Santa Sofia (Hagia Sophia) foi de imediato convertida em mesquita pelos otomanos e, quase cinco séculos depois, em 1935, em um museu, após a Turquia se tornar um Estado secular.

O papa visitará também a grande mesquita Sultão Ahmet (Mesquita Azul) e participará da celebração de missa na Catedral do Espírito Santo, onde fará a homilia.

Para o fim do dia, está prevista uma visita à Igreja de São Jorge, além de um novo encontro com o patriarca Bartolomeu, também conhecido como Patriarca Verde, por considerar a defesa do meio ambiente parte da sua missão religiosa.

No último dia da visita, domingo (30), Francisco vai dirigir pela manhã uma liturgia divina na Igreja de São Jorge, antes de um discurso e da assinatura de uma declaração conjunta com o patriarca Bartolomeu.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati