Palau convidou os EUA a construir bases militares em seu território

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

9 de setembro de 2020

O minúsculo Estado de Palau, no Pacífico, pediu aos Estados Unidos que construam bases militares em seu território, que fica na região onde Washington está tentando conter a crescente influência da China.

O secretário de Defesa dos EUA, Mark Esper, visitou recentemente a nação-ilha e acusou Pequim de "continuar as atividades desestabilizadoras" na região do Pacífico.

O presidente de Palau, Tommy Remengesau, anunciou mais tarde que havia dito a Esper que os militares dos EUA poderiam construir instalações em seu país, um arquipélago a cerca de 1.500 quilômetros a leste das Filipinas.

“O apelo de Palau aos militares dos EUA continua simples — construir instalações para uso compartilhado e depois vir e usá-las regularmente”, disse ele em uma carta ao Secretário de Defesa dos EUA, divulgada por seu gabinete esta semana.

Uma nota endereçada a Esper com o título “entrega de correio, Koror, Palau” diz que o país de 22.000 habitantes está aberto a bases terrestres, instalações portuárias e aeródromos para os militares dos EUA.

Remengesau também convidou a Guarda Costeira dos Estados Unidos para estar presente em Palau para ajudar a patrulhar uma vasta reserva marinha que abrange uma área do tamanho da Espanha que é difícil para o pequeno país acompanhar.

Embora Palau seja um Estado independente, não possui militares próprios, e os Estados Unidos são responsáveis ​​por sua defesa.

Fontes

Ligação a um site em russo Палау предложило США построить военные базы на его территорииVOA, 9 de setembro de 2020

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com