Paim destaca apoio dos EUA à quebra de patentes

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

11 de maio de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Em pronunciamento nesta terça-feira (11), o senador Paulo Paim (PT-RS) destacou a “posição histórica” dos Estados Unidos junto à Organização Mundial do Comércio (OMC) pela licença compulsória das vacinas contra a covid-19. Paim ressaltou que a decisão do governo americano aumenta a pressão internacional para a quebra de patentes durante a pandemia. A Índia e a África do Sul têm liderado um movimento nesse sentido.

— Uma demonstração de solidariedade ao mundo, à humanidade e à valorização da vida. A União Europeia já está repensando e mostrando que seguirá pelo mesmo caminho. A ideia lançada pelos Estados Unidos junto à OMC é positiva — declarou Paim, pedindo à Câmara dos Deputados a aprovação de projeto seu que autoriza o Poder Executivo a quebrar as patentes de vacinas contra a covid-19 (PL 12/2021).

Paim esclareceu, ainda, que, após a decretação das licenças, todos os laboratórios brasileiros e mundiais que tiverem interesse e  possibilidade de produzir as vacinas, estarão aptos a fazê-lo. O parlamentar, ressaltou que, caso a quebra de patentes ocorra, será possível retomar o crescimento da economia nacional e da internacional, ainda estagnadas devido à crise sanitária.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit