Países da UE debatem novas sanções à Rússia devido à crise na Ucrânia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

17 de novembro de 2014

União Europeia

Os ministros dos negócios estrangeiros da União Europeia (UE) debatem hoje (17) a possibilidade de ampliar a lista de russos e ucranianos que sofreram sanções devido à sua responsabilidade na crise do Leste da Ucrânia, e também de aplicar novas sanções econômicas à Rússia. O Conselho de Ministros do Exterior da UE, que se reúne em Bruxelas, na Bélgica, nesta segunda-feira, será o primeiro presidido pela nova chefe da diplomacia comunitária, a italiana Federica Mogherini, que propôs um debate sobre a crise.

A Organização para a Segurança e Cooperação na Europa alertou que nos últimos dias tem aumentado o número de veículos, equipamentos militares e tropas procedentes da Rússia no Leste da Ucrânia, controlado por separatistas pró-russos, uma tendência confirmada pela Organização do Tratado do Atlântico Norte. Nesse contexto, os ministros vão discutir a possibilidade de aplicar novas sanções aos russos e ucranianos envolvidos na crise, além de medidas restritivas em relação à península da Crimeia, anexada pela Rússia, incluindo sanções econômicas suplementares.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati