PF descobre quadrilha que desviava dinheiro de prefeituras brasileiras

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Localização da Paraíba.

14 de maio de 2006

Brasil

A Polícia Federal do Brasil desbaratou uma quadrilha especializada no desvio de recursos públicos através de fraudes em licitações, especialmente em prefeituras. Cerca de 180 policiais federais cumpriram 12 mandatos de prisão e 32 mandados de busca e apreensão nos estados da Paraíba e do Rio de janeiro na operação policial denominada Carta Marcada. Auxiliaram os policiais 35 auditores da Receita Federal e 9 auditores da Previdência Social.

Segundo a Polícia Federal, um grupo formado por empresas fictícias criadas em nomes de laranjas simulavam processos licitatórios. As autoridades disseram que em 54 prefeituras da Paraíba houve pagamentos a essas empresas fantasmas. As investigações indicam que os fraudadores atuavam desde 2001 e já desviaram cerca de 10 milhões de reais das prefeituras.

As empresas implicadas no esquema criminoso são dos ramos de construção civil, fornecimento de bens, serviços e fomento mercantil. A polícia concluiu que em alguns casos as obras objeto de licitação não eram nem executadas, e que, em outros, eram executadas com qualidade inferior àquela prevista nos contratos. Algumas prefeituras licitavam obras executadas por funcionários da própria prefeitura, mas que eram pagas para as empresas envolvidas na fraude.

Fontes