Organizadores dizem que Copa Africana de Nações acontecerá, mas trabalhadores contestam

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

21 de dezembro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O torneio da Copa Africana de Nações está marcado para começar em 9 de janeiro no Olembe Stadium, na capital dos Camarões, Yaounde.

Na segunda-feira, o presidente da Confederação Africana de Futebol, Patrice Motsepe, visitou o estádio de 60.000 lugares, que ainda está em construção menos de três semanas antes da partida de abertura.

Motsepe diz que os trabalhadores da construção estão melhorando o estádio e ele está otimista que estará pronto para a abertura.

“Há um enorme compromisso e um foco para garantir que algumas dessas questões que estão sendo colocadas em prática nos próximos dias, um bom progresso será feito”, disse ele. “Minha mensagem é para a África e para o mundo que o povo de Camarões está pronto para mostrar ao mundo o melhor do futebol africano e também o melhor da hospitalidade africana. Vai ser um AFCON de sucesso, então em 9 de janeiro, deve haver um pontapé inicial.”

A visita de Motsepe ocorreu em meio a persistentes relatos da mídia local de que o Estádio Olembe não estaria pronto.

Tratores cavaram e organizaram estradas na entrada do estádio na terça-feira, um dia após a visita de Motsepe. Várias dezenas de jovens transportaram e plantaram árvores, flores e grama que as autoridades dizem que embelezarão a instalação.

Entre os trabalhadores está o engenheiro de construção de edifícios Luc Eloundou, de 35 anos. Eloundou diz que não tem certeza se todo o estacionamento do estádio estará completo dentro de uma semana, conforme solicitado pelo governo de Camarões. "No mês passado, éramos cerca de 1.000 pessoas aqui, mas agora estou vendo até 300. Os trabalhadores não vêm. Por que? Eles trabalham sem dinheiro. Alguns pedem dinheiro emprestado para vir trabalhar, mas não têm seus salários. O trabalho é muito, mesmo em mais de um ano não conseguiremos terminar a obra", disse.

Jean Fradique, diretor técnico do estádio, diz que 2.000 trabalhadores foram recrutados para garantir que antes de uma missão conjunta de controle da CAF/FIFA, o estádio esteja pronto para a partida de abertura.

Fradique diz que os trabalhadores estão organizando vagas de estacionamento para carros que levarão fãs de futebol, jogadores e funcionários da partida para o estádio. Ele diz que a enorme mobilização de mais de 2.000 trabalhadores e várias centenas de compactadores e equipamentos de construção nos últimos dois meses é um indicativo de que Camarões está empenhado em finalizar as obras dentro de uma semana. A construção do estádio começou em março de 2017. O governo disse que a instalação estaria pronta para a AFCON 2020. Mas em janeiro de 2020, a CAF adiou o torneio por um ano, dizendo que Camarões não estava pronto.

A CAF mudou o torneio novamente em janeiro de 2021 por causa da pandemia COVID-19. A mídia local nos Camarões diz que entre o COVID-19 e os atrasos na construção, a copa pode ser adiado mais uma vez. Por enquanto, a CAF diz que ela está em andamento.

Fontes