Onda de calor deixa mais de 120 mortos na Califórnia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

29 de julho de 2006

As autoridades estão culpando uma onda de calor na Califórnia pelas mortes de aproximadamente 130 residentes. O calor forte e uma grande umidade atingiram o estado durante 12 dias antes, até a sexta-feira quando as temperaturas tiveram ligeira queda. As previsões de tempo no sábado disseram que é esperado que não haja aumento nas temperaturas durante os dias seguintes.

Em Central Valley, uma das regiões mais atingidas, espera-se que as temperaturas atinjam os 38 graus Celsius, valor abaixo daqueles que já foram registrados em meados dos anos 40.

As autoridades dizem que a maior parte de pessoas que morreram por causas do calor são idosas. Funcionários do serviço de ajuda à população estão indo de porta em porta para verificar a saúde dos moradores com idade mais avançada.

A onda de calor também está prejudicando a indústria de agricultura do estado. O gado está morrendo, reduzindo o fornecimento de leite. As autoridades estatais relaxaram as normas sobre a disposição de animais mortos para ajudar agricultores com alto número de carcaças.

Especialistas na área agrícola dizem que o pêssego, a ameixa, a nectarina e as colheitas de noz foram destruídas este ano.

As perdas das fazendas da Califórnia podem causar um aumento nacional nos preços dos alimentos nos próximos meses. The heat generated an increased demand on the state's electrical grid, causing power outages at a time when air conditioning is most important. More than one million people have been left without power at some point during the heat wave.

O calor aumentou a demanda por energia elétrica no estado, o que causou alguns break-outs, justo quando um ar-condicionado é bastante importante. Mais de um milhão de pessoas ficaram sem energia durante algum momento em meio a onda de calor.

Fontes