Obras roubadas do Masp são recuperadas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Museu de Arte de São Paulo, que agora receberá um forte esquema de segurança depois do roubo dos quadros.

9 de janeiro de 2008

Dois quadros (O Retrato de Suzanne Bloch, de Picasso e O Lavrador de Café, de Portinari) roubados do Masp forão recuperados pela polícia de São Paulo. Na noite desta terça-feira, dia 8, a Polícia Civil do estado de São Paulo recuperou as duas obras furtadas do Museu de Arte de São Paulo.

Segundo o delegado, Francisco Laerte Lopes de Lima foi preso como suspeito de estar envolvido no furto. Já Robson de Jesus Jordão, que também está preso, teria sido quem revelou o paradeiro das telas. Ambos já possuíam uma extensa ficha de roubos e duas tentativas frustradas de invadir o Masp em 2007.

Os bandidos receberiam 5 milhões de reais pelas obras. Agora, a polícia procura o mentor do crime. As telas O Retrato de Suzanne Bloch, de Picasso, e O Lavrador de Café, de Portinari, eram avaliadas em cerca de R$ 100 milhões e estavam escondidos em uma casa do município de Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo.


Fontes

Referências