Obama promete libertar americanos presos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

1 de junho de 2014

Estados Unidos

O presidente dos EUA, Barack Obama, afirmou neste sábado (31) que seu país está comprometido a conseguir a libertação dos cidadãos americanos injustamente detidos no mundo, após anunciar o fim do cativeiro do americano detido pelos talibãs no Afeganistão, o sargento Bowe Bergdahl. Refém por quase cinco anos dos insurgentes do Taliban no Afeganistão, ele foi liberado e está agora sob a custódia das forças dos EUA. Como parte do acordo para a libertação de Bergdahl, os Estados Unidos entregaram cinco talibãs detidos na instalação militar da Baía de Guantánamo, em Cuba, que permanecem sob a custódia do Catar, disseram autoridades em Washington.

O pai de Bowe contou que seu filho estava com dificuldades em falar inglês após passar tanto tempo com os talibãs. Ele disse uma frase comum em árabe, repetida pelos muçulmanos antes de fazer um discurso, e algumas poucas palavras que pareciam em pashtum, idioma falado no Afeganistão. Obama disse que se sentia orgulhoso das forças americanas no Afeganistão que resgataram Bergdahl e dos diplomatas americanos que ajudaram a negociar sua libertação. "O sargento Bergdahl perdeu aniversários, feriados e momentos simples com a família e os amigos que todos nós consideramos corriqueiros", disse Obama. "Mas enquanto Bowe esteve ausente, ele nunca foi esquecido. Seus pais pensavam nele e rezaram por ele todos os dias", acrescentou.

Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati