OMS eleva nível de alerta da gripe suína

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Soldado mexicano entregando máscaras à população. Autor:JEDIKNIGHT1970.

Agência Brasil

28 de abril de 2009

A Organização Mundial de Saúde (OMS) aumentou ontem (27) o nível de alerta pandêmico da gripe suína da fase três para quatro (este índice vai até seis), devido ao crescente avanço do vírus da doença pelo mundo. A última pandemia, da chamada "gripe de Hong Kong", em 1968, matou cerca de 1 milhão de pessoas. A decisão foi tomada durante a segunda reunião do comitê de emergência da organização.

De acordo com a OMS, a mudança do nível de alerta indica que a probabilidade de pandemia aumentou, mas isso não significa que ela seja inevitável. Em nota, a OMS disse que a decisão foi baseada principalmente em dados epidemiológicos, que demonstraram a transmissão humana e a capacidade do vírus em causar surtos de nível comunitário.

Além disso, a organização afirmou que pode reverter ou aumentar o nível de alerta de acordo com as novas informações sobre a gripe suína. Mesmo com o avanço da doença, a OMS não defende a restrição a viagens internacionais, mas recomenda que as pessoas que desenvolvam sintomas após as viagens procurem um médico.

Os níveis de alerta de doenças são divididos em seis fases. Se o alerta chegar na fase cinco, o estágio é de pandemia iminente, ou seja, o vírus está sendo transmitido de pessoa a pessoa em pelo menos dois países. No nível seis, a epidemia é mundial

As primeiras ocorrências da doença foram registradas no México. Os Estados Unidos, o Canadá, a Espanha e o Reino Unido também já têm casos confirmados. Somente no México, já foram confirmadas 20 mortes pelo vírus H1N1. Conforme noticiou a agência Reuters, na Cidade do México, fiéis fizeram uma procissão carregando uma multicentenária imagem de Jesus Cristo que supostamente protege contra doenças, algo que não acontecia há mais de 100 anos.



Fontes