OEA revoga resolução que expulsou Cuba da organização

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

4 de junho de 2009

Os países que formam a Organização dos Estados Americanos (OEA) suspenderam resolução de 1962 que havia expulsado Cuba do grupo, conforme informação divulgada pela agência argentina de notícias Télam.

O acordo foi firmado durante Assembleia Geral da OEA, realizada em Honduras. De acordo com a Télam, o ministro das Relações Exteriores do Equador, Fander Falconí, afirmou que a revogação foi acertada “sem condições” para um possível retorno da ilha à organização, depois de 47 anos.

A resolução XVI...mediante a qual se excluiu o governo de Cuba de sua participação no Sistema Interamericano ficará sem efeito na Organização dos Estados Americanos
'

Cuba foi expulsa da OEA em 1962 porque a organização considerou o regime adotado pelo país após a resolução incompatível com seus princípios. Desde então, Cuba é único país americano que não integra a OEA. O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Celso Amorim, participou do encontro.


Cquote1.png

Eu acho que é uma vitória do povo latino-americano, é uma vitória de Cuba que esperou, pacientemente, tantos anos e agora...Eu nem sei se Cuba vai querer voltar para a OEA. Eles podem não querer mas, de qualquer forma, já não estão mais marginalizados(...)Não tem mais explicação hoje, em lugar nenhum do mundo, o embargo à Cuba, que é o próximo passo que deve acontecer, de ele ir caindo aos poucos para que tudo volte à normalidade

Cquote2.svg
Luiz Inácio Lula da Silva, presidente do Brasil, comentando a decisão da OEA




Nos últimos anos, todos os países do hemisfério restabeleceram relações com a ilha, com exceção dos Estados Unidos, que ainda mantêm um embargo econômico ao regime cubano.

Fontes