Novo ciclone preocupa estados do sul do Brasil

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

6 de julho de 2020

Um novo ciclone extratropical deve atingir a Região Sul do Brasil nos próximos dois dias, 07 e 08 de julho, provocando vento e chuva. No entanto, o fenômeno não será um ciclone-bomba, que causou grandes estragos nos estados do Rio Grande do Sul (RS) e de Santa Catarina (SC) na semana passada, com ventos que alcançaram mais de 100km/h em diversas cidades. Segundo a Metsul, serviço especializado em meteorologia, "apesar de menos profundo, há riscos relevantes, pois o sistema desta semana, diferentemente do último que teve vento como fenômeno de maior impacto, terá a chuva como reflexo mais importante".

As chuvas, que de acordo com a Metsul podem chegar a 100 e 150 mm/h, preocupam principalmente em áreas onde já houve alagamentos devido ao ciclone-bomba e após mais dois dias de precipitação, ontem e hoje. Cidades gaúchas em torno dos rios Jacuí, Taquari, Antas, Caí, Sinos, Gravataí e Paranhana, já se preparam para enfrentar situações que podem ser de emergência. A prefeitura de Novo Hamburgo, no Vale do Rio do Sinos, por exemplo, emitiu um alerta em seu Twitter pedindo que as pessoas tomem diversos cuidados, como evitar sair de casa, não se abrigar debaixo de árvores e não andar em áreas alagadas para evitar choques elétricos.

"A chuva mais persistente e volumosa deve ocorrer sobre o planalto, serra, noroeste, Grande Porto Alegre e litoral norte do Rio Grande do Sul e sobre o oeste, planalto sul, serra e litoral sul de Santa Catarina. No decorrer da quarta-feira, 08, a medida que a frente-fria estiver avançando sobre o Sul do Brasil, as áreas de chuva se espalham em direção ao Vale do Itajaí, norte de Santa Catarina e o Paraná, mas já com menos intensidade. Assim, os volumes de chuva para estas regiões não devem ser muito elevados", escreveu o site especializado Climatempo.

Nova onda de frio intenso seguirá ciclone

A exemplo do que aconteceu após o ciclone-bomba, uma massa de ar polar deve seguir o fenômeno, derrubando as temperaturas principalmente no RS e nas áreas mais altas de SC, onde na semana passada diversas cidades registraram temperaturas próximas ou abaixo de 0ºC. Em São José dos Ausentes, RS, no sábado (04) fez, por exemplo, -3,7°C.

Notícia Relacionada

Fontes


Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com