No 119º aniversário de Cuba, Estados Unidos felicitam o povo cubano

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

20 de maio de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O Secretário de Estado dos Estados Unidos, Antony Blinken, dirigiu uma saudação ao povo cubano na quinta-feira, dia que comemora o 119º aniversário da fundação da República em 1902.

“Celebramos os fortes laços entre nossos dois povos, bem como a diversidade de experiências e idéias de artistas cubanos, empresários, líderes religiosos, defensores dos direitos humanos e defensores da igualdade, jornalistas e ambientalistas, apenas algumas das muitas pessoas em Cuba. com uma voz forte e desejo de ser ouvido”, disse o mais alto funcionário da diplomacia dos EUA.

É uma data saudada por quem almeja o retorno das instituições democráticas à ilha e espancada pelas autoridades oficiais, que apontam mais os erros dos sucessivos governos entre 1902 e 1952, quando o então general Fulgencio Batista deu um golpe de Estado que suspendeu todas as garantias civis.

Em 1959, o advogado Fidel Castro afastou Batista do poder, que foi forçado a fugir do país. Meses depois, Castro eliminou os direitos à imprensa livre, grandes e pequenos negócios, e estabeleceu um governo que o levou à chefia do único partido permitido no país, o Partido Comunista de Cuba (PCC). Em 1961, ele declarou o "caráter socialista da revolução cubana".

Nesta quinta-feira, Blinken confirmou aos cubanos que “os Estados Unidos estão ao seu lado”, na carta destacou que: “busca apoiá-los em sua busca por liberdade, prosperidade e um futuro de maior dignidade”.

De Miami, o professor Orlando Gutiérrez Boronat, coordenador da Assembleia da Resistência, plataforma que confronta diretamente o governo cubano, acolheu a mensagem do governo democrata.

“É um sinal muito claro de que estão cientes dos acontecimentos em Cuba, sabem que o povo cubano avança para sua liberdade protesto por meio de protestos”, disse Boronat.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit