Netflix não planeja colocar aviso de "obra de ficção" em série sobre a família real britânica

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

6 de dezembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Após a polêmica, que já dura dias, sobre as críticas ao Príncipe Charles de Gales e sua esposa Camilla incitadas pela quarta temporada da série da Netflix "The Crown", a provedora de filmes via streaming não indicou querer sinalizar a série com o aviso "esta é uma obra de ficção", pedido que teria sido feito, especialmente, pelo ministro da Cultura britânico, Oliver Dowden.

A informação é da Variety que explicou que a Netflix entende "que seus espectadores estão cientes da natureza ficcional" da obra.

A série e a polêmica

Exibida por temporadas, a The Crown conta a história recente da família real britânica, incluindo a vida da Princesa Diana enquanto membro da família, história que, justo, está sendo exibida na quarta temporada.

E o que tem causado dor de cabeça não só no ministro, mas também no Príncipe, é o aumento da opinião negativa do público em relação a ele e Camilla, que devem subir ao trono dentro de alguns anos e que nunca tiveram uma boa aceitação pública devido à separação de Charles e Diana, que muitos atribuem a Camilla. A futura Rainha Consorte, segundo o site de pesquisas You Gov, amarga uma "opinião negativa" de 34% - contra apenas 6% de Kate, que será a Consorte após ela.

As críticas ao casal foram tantas, que, dias atrás, a Casa Real teve que bloquear a conta Clarence House no Twitter para comentários do público. "Charles nunca será rei. Ele não merece", escreveu um internauta.

Notícia Relacionada

Série "The Crown" expõe rejeição à Camilla, futura rainha consorte do Reino Unido

Fontes


Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit