Série "The Crown" expõe rejeição à Camilla, futura rainha consorte do Reino Unido

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

6 de dezembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram
Charles e Camilla em 2019 na Nova Zelândia: apesar dos esforços, popularidade continua baixa

Os sempre criticados Charles e - principalmente - Camilla, estão tendo tempos difíceis novamente quando à popularidade e tudo porque a quarta temporada da série da Netflix The Crown, que trata especificamente da vida da falecida Princesa Diana junto à família real britânica, fez com que aumentassem os comentários negativos sobre o casal, por muitos acusado de ser o responsável pela trágica vida - e morte - de Diana. "Charles jamais será rei. Ele não merece", escreveu um dos internautas.

Os comentários foram tantos e tão negativos que a Casa Real teve que bloquear as contas oficiais de Charles e Camilla (Clarence House) nas redes sociais dias atrás para a postagem de comentários dos seguidores.

Dias antes, o ministro da Cultura do país, Oliver Dowden, que já estava preocupado com a reação do público, disse que enviaria um comunicado à Netflix pedindo a exibição, nos episódios, de um aviso sobre a história ser apenas uma ficção.

O affair de Charles e Camilla

O Príncipe Charles de Gales, então já o herdeiro do trono, conheceu Camilla, oriunda de uma família da aristocracia, casualmente durante eventos da nobreza inglesa. Eles tiveram um romance, mas segundo rumores nunca oficializados, ela não foi considerada adequada para o herdeiro da coroa na época.

Para afastar o casal, a Casa Real enviou Charles para missões militares estrangeiras e quando ele voltou para o Reino Unido, cansada de esperar, Camilla já tinha se casado, em 1973, com Andrew Parker Bowles, pai de seus dois filhos.

Em 1981 Charles se casou com Diana, igualmente uma aristocrata, da família dos Condes Spencer. O casamento, no entanto, durou pouco e alguns anos após o nascimento do segundo filho do casal, Príncipe Harry, a tristeza da princesa começou a ficar visível em público. Rumores sobre uma separação não tardaram e foram confirmados em dezembro de 1992 (o divórcio ocorreu apenas em 1996). Foi nesta época em que numa entrevista Diana fez uma de suas revelações mais notórias: "sempre houve uma terceira pessoa no nosso casamento", numa referência à Camilla, que havia se separado do marido apenas em 1995.

Problemas de popularidade

Camilla desde sempre foi impopular devido a história de Diana, chamada carinhosamente de a Princesa do Povo por causa de seus diversos trabalhos caritativos, incluindo os com portadores e doentes de AIDS na África. Mesmo após o casamento com o herdeiro, em 2005, e seus esforços de aparecer sempre sorridente em público, sem jamais ter se envolvido em qualquer polêmica desde então, a Duquesa da Cornualha - título que ela é obrigada a usar oficialmente devido o título de Princesa de Gales, das esposas dos Príncipes de Gales, ter ficado famoso e aliado à imagem de Diana - não conseguiu fazer com que fosse aceita por boa parte da população britânica.

O site especializado em pesquisas You Gov, por exemplo, aponta que ela empata em "opiniões positivas" e "opiniões negativas" em 34%, o que pode ser preocupante para a futura Rainha Consorte do Reino Unido. Já Charles recebe 20% de opiniões negativas contra 47% de positivas - números muito ruins se comparados aos do Príncipe William e Kate, respectivamente com apenas 9% e 6% de opiniões negativas.

Numa outra pesquisa do You Gov, apenas 16% dos britânicos acham que Camilla deveria receber o título de Rainha e 27% opinam que ela não deveria ter título algum. Segundo o mesmo site, Camilla é apenas a 11ª mais popular do Top 15 da Família Real britânica.

Desde sempre de olho na rejeição da futura Rainha Consorte, no início dos anos 2010, época em que William e Kate se casaram e que a Rainha Elizabeth festejou 60 anos de reinado, já preparando o caminho para sua ascensão ao trono, Charles, segundo rumores, ajudou a coordenar pessoalmente uma nova campanha de Relações Públicas para melhorar a imagem e aceitação de Camilla - o que, pelo visto, não deu certo.

Notícia Relacionada

Fontes

Nota: devido a algumas pesquisas do You Gov continuarem ativas, os dados podem mudar ao longo do tempo.

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit