Número 1 das Farc está morto, diz ministro colombiano

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

24 de maio de 2008

O governo da Colômbia afirmou que investiga a informação de que o líder e fundador das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Manuel Marulanda Vélez, está morto. A informação é da BBC Brasil.

Marulanda, conhecido como "Tirofijo" (tiro certeiro), teria morrido no dia 26 de março, segundo informou o ministro da Defesa, Juan Manuel Santos, em entrevista à revista colombiana Semana, que chegou às bancas ontem (24).

As informações seriam de uma fonte que, nas palavras do ministro, "nunca falhou". As Farc não se manifestaram oficialmente a respeito. Santos mencionou duas possibilidades: de que Marulanda tenha morrido em ataques contra bases das Farc ou de ataque cardíaco, mas reconheceu não ter provas de nenhuma das versões da morte do líder, que teria cerca de 80 anos.

Na entrevista, Juan Manuel Santos diz achar que Tirofijo "anda no inferno para onde vão os criminosos quando morrem". No entanto, essa não é a primeira vez que o guerrilheiro é dado por morto, segundo a BBC Brasil.

O governo colombiano realiza atualmente uma forte ofensiva contra as Farc. Antes da suposta morte de Marulanda, a guerrilha perdeu outros dois integrantes de sua cúpula, Raúl Reyes, morto durante bombardeio, e Ivan Ríos, assassinado por seu guarda-costas.

De acordo com o jornal El Tiempo, Tirofijo será substituído na cúpula do grupo armado por Guillermo Sáenz, conhecido como 'Alfonso Cano'.


Notícias relacionadas

Fontes