Muro na fronteira EUA-México deve ficar pronto em dois anos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

3 de fevereiro de 2017

O muro na fronteira entre os Estados Unidos (EUA) e o México deve ser concluído dentro de dois anos, afirmou nesta quarta-feira (1) o secretário americano de Segurança Interna, general da reserva John Kelly, em entrevista ao canal Fox News. Ele disse que "o muro será construído primeiro onde é mais necessário e depois completado." As informações são da Radio France Internacionale.

O decreto objetivando "garantir a segurança da fronteira sul dos Estados Unidos com a construção imediata de um muro" foi assinado pelo presidente Donald Trump em 25 de janeiro e provocou uma grave crise diplomática com o México. Trump espera que o país latino pague pelo muro nos 3 200 quilômetros de fronteira, para conter a imigração ilegal. Quase um terço dessa área já conta com barreiras.

O secretário Kelly, que vai supervisionar o planejamento e a construção do muro, disse que a proteção da fronteira incluirá barreiras físicas, equipamentos tecnológicos "e coisas assim". Ele ainda declarou que o governo Trump "já dispõe da autoridade" com as regras existentes para iniciar o projeto. O general também se mostrou otimista a respeito do "aspecto financeiro".

Trump anunciou um projeto que custaria entre US$4 bilhões e US$10 bilhões, mas para os arquitetos e engenheiros que estudaram o tema a conta será muito maior. O MIT Technology Review, por exemplo, considerou que 1 609 quilômetros de muro custariam entre US$27 bilhões e US$40 bilhões.

"Acredito que o financiamento virá relativamente rápido", declarou Kelly, que espera o início da construção em poucos meses. A Casa Branca pode destinar recursos existentes ao projeto, mas o Congresso, controlado pelos republicanos, tem que aprovar fundos adicionais.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati