Morre aos 87 ex-chanceler alemão Helmut Kohl

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Kohl en 1989.

17 de junho de 2017

Helmut Kohl morreu hoje de manhã em sua cidade natal de Ludwigshafen, ao sul da Renânia-Palatinado, anunciou o seu partido político, a União Democrata-Cristã. Kohl serviu como o primeiro chanceler de uma Alemanha unida, uma posição agora ocupada por Angela Merkel, do mesmo partido.

Em sua juventude, depois de ganhar um doutorado em história e ciência política e de ter estado no comando de seu estado como chefe de governo, Kohl sucedeu Helmut Schmidt em 1982 como chanceler da Alemanha Ocidental. Nos dezesseis anos que se seguiram, Kohl chamado para a unificação de seu país, a redução controversa das diferenças económicas entre leste e oeste e subsequente crise financeira, e também pela união da Europa em questões políticas e monetária, o que resultou na criação da União Europeia.

Depois de perder as eleições de 1998 ao social-democrata Gerhard Schröder, Kohl retirou-se da vida política de um ano depois, como resultado de alegações de financiamento ilegal de seu partido mas nunca o levou a enfrentar acusações de corrupção por causa da falta de provas, que aparentemente tinha sido destruídas antes da queda de Kohl no poder.

Kohl é considerado por muitos como o arquiteto-chefe da criação de uma única Alemanha desde a época de Otto von Bismarck, no entanto, ao contrário de Bismarck (o único chanceler da Alemanha, que ocupou esse cargo por um período mais longo que Kohl) fez isso através de ações pacíficas e que resultaram em, não só a queda do Muro de Berlim, mas também o início de uma filosofia pró-europeia.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati