Morre Carlos Menem, ex-presidente da Argentina

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

14 de fevereiro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O presidente Alberto Fernández decretou três dias de luto nacional, a partir de hoje, pelo falecimento de Carlos Saúl Menem, de 90 anos, duas vezes eleito presidente da Argentina.

Por meio de uma postagem em seu Twitter, o presidente expressou seu “profundo pesar” pela morte e destacou: “Sempre eleito democraticamente, foi governador de La Rioja, presidente da nação e senador. Durante a ditadura, ele foi perseguido e preso. Todo o meu amor vai para Zulema, Zulemita e todos aqueles que choram por ele hoje".

Menem, nascido em 2 de julho de 1930 em Anillaco, La Rioja, foi Chefe de Estado da Argentina entre 1989 e 1999 e, anteriormente, havia sido governador de sua província natal nos períodos de 1973-1976 e 1983-1989. Desde 2005, ele atuava como senador nacional.

Menem, que sofria de diabetes e problemas cardíacos, foi internado semanas atrás para fazer exames de próstata, quando foi diagnosticado com uma infecção urinária, situação que afetou ainda mais seu estado de saúde.

Fontes

Nota: conforme aviso no website, a Casa Rosada libera seu conteúdo para reprodução, mesmo comercialmente, sob a Creative Commons Reconocimiento 2.5 Argentina License.

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com