Morre, aos 74 anos, o ator e dublador brasileiro Gileno Santoro

Fonte: Wikinotícias

16 de abril de 2023

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O ator e dublador brasileiro Gileno Santoro, mais conhecido por fazer dublagem ao personagem Mestre Kame na série de anime Dragon Ball, morreu ontem de manhã (15 de abril) aos 74 anos de idade em São Paulo capital. A informação foi divulgada pelo perfil Kami Sama Explorer no Twitter e mais tarde confirmada por amigos e colegas de profissão, sem que mais detalhes tenham sido revelados, autorizada por parentes de Gileno Santoro. Inicialmente, a causa da sua morte não foi divulgada, mas no fim de tarde foi revelada como câncer de pulmão. Gileno Santoro não se casou e portanto não tinha filhos.

É com imensa tristeza que comunico o falecimento de Gileno Santoro, a voz de Mestre Kame e de tantos outros personagens incríveis. Fique em paz.

Kami Sama Explorer (@kamisamaexp)[1]

Wendell Bezera, dublador do personagem Goku da saga Dragon Ball, conta que quem deu a notícia para ele foi irmão de Gileno, Fabio: "Estávamos almoçando quando recebemos a notícia. Foi uma comoção geral [na minha família]". Horas depois, em postagem no seu perfil pessoal no Instagram, anunciou a morte do seu colega com o vídeo em homenagem a Santoro, com a única entrevista que o dublador deu, já que ele não gostava de aparecer em frente às câmeras.

Hoje, o Brasil perdeu uma pessoa incrível, um dublador talentoso que representou muita gente. Marcou não só pelo seu trabalho, mas também com sua personalidade cativante. Esse trechinho, de um vídeo que gravamos faz uns 5 anos, mostra como os fãs também deixam marcas em nossas vidas. Viva o Gileno!

Wendell Bezera

O velório aconteceu ontem à noite no cemitério do Araçá, Zona Oeste da capital São Paulo, entre 18 às 22 horas. A presença dos fãs foi autorizada.

Biografia

Nascido em 16 de outubro de 1949, Gileno Santoro tinha irmãos, entre eles Fabio. Gileno Santoro iniciou carreira de ator no teatro a partir do fim dos anos 1960, além de modelar para campanhas publicitárias. Ele ainda atuou em filmes como Pecado sem Nome (1978) e Um Céu de Estrelas (1996).

Gileno Santoro iniciou a carreira de dublagem no fim de 1995, por convite de uma amiga do estúdio Clone em São Paulo, onde recebeu orientações da veterana Nair Silva, que a partir de então, ele dublou algumas pontas em séries na década de 1990.

Em 1999, foi escolhido para dublar o personagem Mestre Kame no Estúdio Álamo para a série Dragon Ball Z (sendo exibida pela TV Bandeirantes no mesmo ano). O personagem do anime se consagrou e a partir de então, foi a voz em quase todas as suas aparições, incluindo a saga mais recente, Dragon Ball Super.

Além de Dragon Ball, fez dublagens em dezenas de personagens em séries japonesas de animações, entre eles o Yoki (Fullmetal Alchemist), o Koga (Pokémon), o Kato (Bakugan) e Wang Chan (JoJo’s Bizarre Adventure).

Fora das animações japonesas, Santoro dublou diversos personagens conhecidos pelo público brasileiro, entre eles o Tio Chan (As Aventuras de Jackie Chan) e o Professor Hubert Farnsworth (Futurama). Na franquia Power Rangers, deu voz ao Tensou na temporada Megaforce.

Em 2018, celebrando o Dia do Dublador, Gileno Santoro concedeu entrevista ao seu colega Wendel Bezerra, o que seria a primeira e única em sua carreira, pois era discreto nas redes sociais e não gostava de aparecer muito em frente das câmeras. De acordo com Bezerra, devido à pandemia da COVID-19 (2020-22), parou de dublar porque não conseguiu se adaptar à dublagem remota, com estúdio montado em casa. Também revelou que soube da notícia do câncer de Gileno há mais ou menos quatro dias e que o médico disse que "irrevisível". O ator já estava sem força e foi algo rápido: "Alivia um pouco em saber que o sofrimento não foi tão longo". Wendel disse também que Santoro contraiu COVID-19 há seis meses e como era fumante, tudo pode ter agravado em seu quadro. Não há informação se ele teria vacinado contra coronavírus.

Referência

  1. Kami Sama Explorer Twitter, 15 de abr de 2023 10:49 AM

Fontes