Morales defende acusado de envolvimento com Túpac Amaru

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

19 de maio de 2008

O Presidente da Bolívia defendeu neste sábado (17) o seu ex-assessor, Walter Chávez Sánchez, acusado pelo governo do Peru de envolvimento com a guerrilha terrorista comunista do Túpac Amaru.

"O único pecado de Walter Chávez é apoiar este processo de mudança e de ajudar-nos com sugestões. Não é um problema da justiça peruana, tampouco de uma pessoa, mas da CIA. A embaixada dos EUA busca através do Peru ou da Bolívia encontrar algo para castigá-lo", disse Evo Morales que esteve no Peru para participar de uma mini-cúpula de blocos regionais da América Latina e da União Europeia.

O governo peruano solicitou ao governo da Bolívia a extradição de Sánchez, que é peruano, para que ele fosse julgado no Peru. O governo boliviano contudo tem negado esta solicitação.


Fontes