Saltar para o conteúdo

Minas Gerais lidera ranking de escravidão moderna no Brasil

Fonte: Wikinotícias

6 de abril de 2023

Email Facebook X WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Com 35 casos, Minas Gerais lidera o ranking escravidão moderna no Brasil. O dado foi divulgado ontem pelo Ministério do Trabalho e Emprego com base em decisões julgadas entre 2018 e 2022 sobre as quais não cabe mais recurso. Em segundo lugar vem Goiás, com 15 destes crimes relatados.

O país, de acordo com a Fundação Walk Free, que faz relatórios sobre a situação em todo o mundo, possuía 161,1 mil pessoas em situação de trabalho escravo em 2017, com um caso recente acontecido em Bento Gonçalves, Rio Grande do Sul, tendo chocado o Brasil, após quase 300 trabalhadores serem libertados com apoio da polícia.

Lista suja

Segundo o Ministério, a divulgação dos nomes dos empregadores "flagrados na situação ilegal é prevista na Portaria Interministerial MTPS/MMIRDH nº 4 de 11/05/2016 e ocorre desde 2003, sendo atualizada semestralmente pelo MTE com a finalidade de dar transparência aos atos administrativos que decorrem das ações fiscais de combate ao trabalho escravo" no Brasil.

Para ver quem está na lista, clique aqui.

Referências[editar | editar código-fonte]

Notícias Relacionadas[editar | editar código-fonte]

Fontes[editar | editar código-fonte]