Michelle Bachelet pede diálogo e apela para investigações de mortes em Cali

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

31 de maio de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

A Alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, solicitou o estabelecimento de um diálogo e a realização de uma investigação independente sobre os assassinatos em Cali, em meio ao surto social que vive a Colômbia.

"É essencial que todas as pessoas que supostamente causaram ferimentos ou morte, incluindo funcionários do Estado, estejam sujeitas a investigações rápidas, eficazes, independentes, imparciais e transparentes, e que os responsáveis ​​sejam responsáveis ​​perante a lei", disse Bachelet no domingo, por meio de um demonstração.

O presidente Iván Duque viajou à cidade, após a violência desencadeada na sexta-feira passada e, a partir daí, anunciou “o máximo envio de assistência militar à Polícia Nacional na cidade de Cali e no departamento de Valle”, lembrou também que o país “sempre manteve canais para que houvesse deliberação e acordo sobre as necessidades dos cidadãos, mas não negociou a constituição e os direitos dos cidadãos”.

De acordo com o Gabinete do Alto Comissário, recebeu relatos de que 14 pessoas morreram e 98 ficaram feridas - 54 delas por tiros de arma de fogo - durante os confrontos que ocorreram nos últimos dois dias, em meio a protestos de cidadãos, no qual houve a presença de civis armados, incluindo um policial judiciário fora de serviço que teria atirado na direção dos manifestantes, jornalistas que cobriam os protestos e transeuntes.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit