Micheletti dá um ultimato de 10 dias à Embaixada do Brasil para definir status de Zelaya

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

27 de setembro de 2009

O governo golpista de Honduras deu prazo de dez dias para que o Brasil defina o status do presidente deposto Manuel Zelaya, que está abrigado na embaixada brasileira, em Tegucigalpa, desde segunda-feira (21) .

Em nota do Ministério de Assuntos Exteriores, o governo indica que poderá adotar "medidas adicionais" caso o Brasil não esclareça se Zelaya é asilado, hóspede ou um amigo. “Se não for assim, nós nos veremos obrigados a tomar medidas adicionais conforme o direto internacional”, diz o documento.

O comunicado não menciona que medidas seriam essas. Em entrevista à imprensa brasileira na última sexta-feira (25), o presidente interino Roberto Micheletti já havia demonstrado que a falta de uma definição incomodava as autoridades locais.

Manuel Zelaya foi deposto por um golpe no dia 21 de junho e expulso do país pelo comando militar. Ele retornou a Honduras na última segunda-feira sem o conhecimento do governo golpista e pediu abrigo na Embaixada do Brasil.

Há quase uma semana a embaixada está cercada por militares que proíbem até mesmo o acesso de brasileiros ao prédio.


Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati