Micheletti dá um ultimato de 10 dias à Embaixada do Brasil para definir status de Zelaya

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

27 de setembro de 2009

O governo golpista de Honduras deu prazo de dez dias para que o Brasil defina o status do presidente deposto Manuel Zelaya, que está abrigado na embaixada brasileira, em Tegucigalpa, desde segunda-feira (21) .

Em nota do Ministério de Assuntos Exteriores, o governo indica que poderá adotar "medidas adicionais" caso o Brasil não esclareça se Zelaya é asilado, hóspede ou um amigo. “Se não for assim, nós nos veremos obrigados a tomar medidas adicionais conforme o direto internacional”, diz o documento.

O comunicado não menciona que medidas seriam essas. Em entrevista à imprensa brasileira na última sexta-feira (25), o presidente interino Roberto Micheletti já havia demonstrado que a falta de uma definição incomodava as autoridades locais.

Manuel Zelaya foi deposto por um golpe no dia 21 de junho e expulso do país pelo comando militar. Ele retornou a Honduras na última segunda-feira sem o conhecimento do governo golpista e pediu abrigo na Embaixada do Brasil.

Há quase uma semana a embaixada está cercada por militares que proíbem até mesmo o acesso de brasileiros ao prédio.


Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati