Mato Grosso do Sul é reconhecido como livre de febre aftosa com vacinação

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

30 de julho de 2008

O estado de Mato Grosso do Sul foi reconhecido hoje (30) pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como livre de febre aftosa com vacinação. A decisão foi comunicada pelo diretor-geral da organização, Bernard Vallat, à Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura (Mapa).

Com o reconhecimento, o Brasil tem agora 15 estados, o Distrito Federal, a região sul do Pará e dois municípios do Amazonas como áreas livres de febre aftosa.

Segundo o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, o status dado pela OIE a todos os estados das Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste facilitará o comércio do gado.

“Agora temos uma área contínua livre, o que facilita muito a rastreabilidade, porque não tem mais o grande complicador que é o trânsito de animais de zona livre para não livre”, expliocu.

O estado de Mato Grosso do Sul tem um rebanho de 21,4 milhões de bovinos e atingiu, em maio, 98,67% de vacinação da população de bovinos menores de 24 meses.

O secretário de Defesa Agropecuária, Inácio Kroetz, disse, em nota, que a decisão deve reforçar a mobilização dos setores público e privado das Regiões Norte e Nordeste, onde somente os estados do Acre, Rondônia, Bahia e Sergipe têm todo seu território considerado livre da doença.

“As ações necessárias à estruturação dos serviços de defesa nesses estados deverão ser intensificadas, com vistas à obtenção de status livre de febre aftosa até 2010”, diz a nota.

O status sanitário de Mato Grosso do Sul foi reconhecido durante a reunião da Comissão Científica da OIE, finalizada hoje (30) em Paris, que analisou e julgou satisfatórias as condições do estado.


Fontes