Maternidade do Hospital Geral é reaberta em Luanda, Angola

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

22 de julho de 2016

A Maternidade do Hospital Geral de Luanda, em Belas, com a capacidade para o internamento de 90 pessoas, foi reaberta depois de estar paralisada seis anos. A unidade hospitalar vai prestar atendimento em diversas áreas com destaque para a ginecologia e obstetrícia, pré-natal, planeamento familiar, parto e bloco operatório. A diretora de Saúde em Luanda, Rosa Bessa, salientou que é necessário "associar a humanização dos serviços ao empenho de todas as pessoas envolvidas na melhoria da qualidade da saúde em Angola".

A maternidade tem capacidade para 90 camas e possui 21 berçários, 12 incubadoras, salas de pré-parto, parto e pós-parto e banco de urgência. Possui ainda serviços de corte de transmissão vertical, aconselhamento, pré-natal, ginecologia, obstetrícia, infertilidade, papanicolau (para rastreio do cancro do útero) e ecografia.

Na maternidade, trabalham oito médicos especialistas e 52 enfermeiros. De recordar que o Hospital Geral de Luanda foi demolido, em 2001, devido a fissura no edifício e reaberto em Junho de 2015.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati