Marinheiros russos sequestrados no Golfo da Guiné

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

18 de julho de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

No Golfo da Guiné, piratas sequestraram 13 dos 19 tripulantes. Entre os reféns estão marinheiros da Rússia e da Ucrânia, informa a Alison Management Corp., dona do navio.

Oito homens armados atacaram o navio-tanque na manhã de sexta-feira, 17 de julho, localizado há 210 milhas náuticas da costa do Benin. O navio estava indo para o Togo e agora está à espera de ajuda.

Segundo a RIA Novosti, as informações estão sendo verificadas no departamento consular da missão diplomática russa em Abuja. O Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia confirmou que entre os membros da tripulação possui quatro pessoas do país.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit