Marcos Valério pagou os advogados do Partido dos Trabalhadores no caso de prefeito assassinado

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

4 de agosto de 2005

Brasil

O empresário brasileiro Marcos Valério pagou os advogados do Partido dos Trabalhadores (PT) para o caso do assassinato do prefeito de Santo André, Celso Daniel do PT.

Marcos Valério está envolvido no escândalo do mensalão.

Segundo o Estado de São Paulo, a diretora-financeira da empresa de Marcos Valério SMP&B, Simone Vasconcelos disse à Polícia Federal que foram pagos R$ 545 mil ao escritório de advocacia Junqueira Alvarenga e Fonseca Advogados S/C.

O advogado Pedro Raphael Campos Fonseca, que é sócio do ex-procurador-geral da República Aristides Junqueira no escritório de advocacia, confirmou que o Partido dos Trabalhadores autorizou saques de dinheiro das contas de Valério.

Segundo o Estado de São Paulo, o Presidente do PT, Tarso Genro, disse que a atual direção desconhece as transações financeiras efetuadas para pagar os advogados, e que a antiga direção provavelmente também desconhecia. Genro afirmou: Vocês estão me perguntando sobre um pagamento que, segundo vocês mesmos estão informando, foi feito pelo Marcos Valério para um escritório de advocacia. Eu estou agradecendo pela informação, não tenho o que falar.

Ver também

Fontes