Manifestantes tailandeses fazem comício contra boatos de golpe

Fonte: Wikinotícias
Prayuth Chan-O-cha

28 de novembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Milhares de manifestantes pró-democracia se reuniram em um cruzamento de Bangkok nesta sexta-feira, prometendo resistir a qualquer tentativa de golpe em meio a rumores de uma intervenção militar para quebrar o impasse entre o vibrante movimento de reforma e um governo monarquista teimoso.

A Tailândia sofreu 13 golpes desde que a revolução de 1932 estabeleceu uma monarquia constitucional, liderada por um exército que se recusa a deixar o palco político - ou permitir que a democracia plena se enraíze - e cujas ações são endossadas por um palácio que está no auge do poder.

O último golpe, em 2014, foi liderado por Prayuth Chan-O-Cha, o então chefe do exército que se transformou em primeiro-ministro civil após as eleições do ano passado sob regras que favoreciam fortemente o partido militar que ele lidera.

Fontes