Manifestação no Peru deixa pelo menos 16 policiais feridos e 26 civis detidos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

16 de janeiro de 2015

Peru

Dezesseis policiais ficaram feridos, um deles com gravidade, e 26 civis detidos é o resultado de uma manifestação que reuniu milhares de pessoas no Centro Histórico de Lima, no Peru, contra a lei trabalhista para os jovens, aprovada em dezembro pelo governo. O ministro do Interior, Daniel Urresti, disse aos jornalistas que os policiais agiram no Centro Histórico de Lima depois de terem sido atacados com paus e pedras.

Acrescentou que participaram da manifestação cerca de 3.500 pessoas, muitas ligadas a centrais sindicais, e que a polícia deteve cerca de 20 manifestantes. O ministro acusou a Confederação Geral dos Trabalhadores do Peru, a Confederação dos Trabalhadores e o Movimento pela Anistia e Direitos Fundamentais, grupo vinculado ao Sendero Luminoso, de serem os causadores da violência.

A lei, aprovada em dezembro, gerou polêmica no Peru, com críticas à vulnerabilidade dos direitos trabalhistas dos jovens entre 18 e 24 anos. A lei prevê um salário mínimo e segurança social para os jovens, mas reduz as férias para 15 dias e não considera o pagamento de prêmios e compensações por tempo de serviço. O presidente do Peru, Ollanta Humala, defende a lei, alegando que ela procura reduzir o mercado de trabalho paralelo, que afeta 1 milhão de trabalhadores nessa faixa etária, e incentivar a capacitação de jovens sem formação profissional.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati