Malanje: Mais de 600 mil casos de malária com 475 mortes o ano passado

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

22 de janeiro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

A malária provocou a morte de 218 crianças durante o ano de 2020 na província, um aumento de 90 casos, relativamente ao espaço idêntico do ano de 2019.

Os dados tornados públicos pelo supervisor provincial do programa de controlo da pandemia, Luís Demba, referem-se aos dados das instituições de saúde públicas.

Os números apontam para “191.638 crianças que apanharam malária, desse número 218 crianças morreram em 2020, uma subida em relação a 2019 [em que] tivemos 162.188 casos, das quais 128 morreram ”.

No total, a província de Malanje reportou um aumento de mais de 151.000 pacientes com malária no ano passado.

“Em 2019 a província registou um total de 488.119 casos de malária, dos quais 380 óbitos, já no ano 2020 houve um aumento de 151.123 casos, quer dizer [...] a província registou um total de 639.242 casos, dos quais 475 deram em óbitos”, precisou.

Luís Demba admitiu que o aumento de mortes por malária está relacionado com a procura tardia das unidades sanitárias e o desinteresse de muitos habitantes pelo uso de mosquiteiros tratados com insecticidas, destruição dos focos de lixo e de outras boas práticas.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com