Mais pessoas estão passando fome, alerta ONU

22 de julho de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Segundo dados recentes da ONU, cada vez mais pessoas estão passando fome em todo mundo. A organização alertou recentemente que durante os últimos cinco anos, ao menos 60 milhões de pessoas se juntaram ao grupo dos subnutridos e que só em 2019, um total de cerca de 690 milhões enfrentavam problemas com a falta de alimentos.

O estudo, chamado Estado de Segurança e Nutrição Alimentar no Mundo, foi publicado no dia 13 de julho passado. Segundo o relatório também, os famintos são mais numerosos na Ásia, mas se expandem mais rapidamente na África.

Pandemia de Covid-19

Segundo a ONU, a pandemia de Covid-19 pode piorar esta situação e até o final de 2020, 130 milhões de pessoas de todos os continentes podem estar passando fome crônica, principalmente devido à recessão econômica.

Dieta insalubre

A ONU também alertou que ter acesso a alimentos não significa necessariamente ter acesso a uma dieta saudável, o que seria importante principalmente na infância. Para a organização, os maiores obstáculos para uma dieta saudável são o alto custo dos alimentos nutritivos e a baixa acessibilidade a estes alimentos ​​para um grande número de famílias. Segundo o estudo, uma dieta saudável custa muito mais do que US$ 1,90/dia, o valor limite para a linha da pobreza, enquanto que uma não-saudável custa cinco vezes menos.

Na África subsaariana e no sul da Ásia, 57% da população está incluída no grupo de pessoas que não consegue ter acesso aos alimentos nutritivos devido à pobreza.

As regiões com mais famintos

  1. Ásia: 381 milhões
  2. África: 250 milhões
  3. América Latina e Caribe: 48 milhões

Fontes