Mais pessoas estão passando fome, alerta ONU

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

22 de julho de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Segundo dados recentes da ONU, cada vez mais pessoas estão passando fome em todo mundo. A organização alertou recentemente que durante os últimos cinco anos, ao menos 60 milhões de pessoas se juntaram ao grupo dos subnutridos e que só em 2019, um total de cerca de 690 milhões enfrentavam problemas com a falta de alimentos.

O estudo, chamado Estado de Segurança e Nutrição Alimentar no Mundo, foi publicado no dia 13 de julho passado. Segundo o relatório também, os famintos são mais numerosos na Ásia, mas se expandem mais rapidamente na África.

Pandemia de Covid-19

Segundo a ONU, a pandemia de Covid-19 pode piorar esta situação e até o final de 2020, 130 milhões de pessoas de todos os continentes podem estar passando fome crônica, principalmente devido à recessão econômica.

Dieta insalubre

A ONU também alertou que ter acesso a alimentos não significa necessariamente ter acesso a uma dieta saudável, o que seria importante principalmente na infância. Para a organização, os maiores obstáculos para uma dieta saudável são o alto custo dos alimentos nutritivos e a baixa acessibilidade a estes alimentos ​​para um grande número de famílias. Segundo o estudo, uma dieta saudável custa muito mais do que US$ 1,90/dia, o valor limite para a linha da pobreza, enquanto que uma não-saudável custa cinco vezes menos.

Na África subsaariana e no sul da Ásia, 57% da população está incluída no grupo de pessoas que não consegue ter acesso aos alimentos nutritivos devido à pobreza.

As regiões com mais famintos

  1. Ásia: 381 milhões
  2. África: 250 milhões
  3. América Latina e Caribe: 48 milhões

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com