Mais duas gestantes estão com Gripe A H1N1 e bebê internado recebe alta

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Notícias relacionadas
Pessoas na Cidade do México vestindo máscaras em um trêm pelo vírus H1N1
Mais informações sobre a Gripe:


Agência Brasil

26 de julho de 2009

Uruguaiana, RS, Brasil

Duas gestantes estão internadas na Santa Casa de Caridade de Uruguaiana (RS) sob forte suspeita de influenza A (H1N1), gripe suína. Uma delas já passou por uma cesariana, e o bebê se recupera em casa. A outra segue internada com a criança no ventre, já que, de acordo com a equipe médica, é muito cedo para um parto antecipado.

O ginecologista e responsável pela maternidade do hospital, Frank Pasearendi, lembrou que as mulheres grávidas fazem parte de um dos grupos de pessoas mais suscetíveis a um quadro de agravamento da doença. Ele garantiu, entretanto, que ambos os casos são mais leves do que o ocorrido com Rose Cristina Cáceres Furquim. No último dia 19, a gestante de oito meses morreu depois de de ser infectada pelo vírus Influenza H1N1.

Tânia Bica é irmã de uma das pacientes grávidas internadas com suspeita de gripe suína no hopsital de Uruguaiana. Segundo ela, a irmã deu entrada na Santa Casa com um infecção urinária e, lá mesmo, contraiu a doença, aos oito meses de gestação. “De repente, ela passou mal. Tiraram o bebê às pressas, e ela está na UTI [Unidade de Terapia Intensiva].” O caso da irmã de Tânia, entretanto, ainda não foi confirmado por laboratório.

“Eu não entro aí dentro porque realmente tenho muito medo”, contou ela, ao destacar que os próprios profissionais de saúde da Santa Casa não usam máscaras nos corredores e salas da administração, apenas álcool em gel para a higienização das mãos. Uma cunhada de Tânia também esteve no hospital e foi contaminada pela doença. Grávida de sete meses, ela foi liberada e se recupera em casa.

“Está faltando informação. A população tem que estar ciente do que está acontecendo e se cuidar mais. A situação é grave, as pessoas estão se contaminando. O atendimento médico não está dando conta.”

Bebê

O recém-nascido de Rose Cristina Cáceres Furquim já saiu da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Caridade de Uruguaiana e foi transferido para a maternidade. O parto de Júlia foi antecipado depois que a mãe contraiu a gripe e morreu no último dia 19.

De acordo com o pai da criança, Valdir dos Santos Couto, a menina já está com 2,1 kg e precisa chegar a 2,5 kg para deixar a maternidade e ir para casa. A expectativa da equipe médica é que o bebê tenha alta em dez dias. Orgulhoso e ainda se recuperando da perda da esposa, Valdir se refere à filha como “o fruto que ficou do sonho da mãe”.

“Depois que a Rose ficou sabendo, aos quatro meses, que estava grávida, nossa vida mudou totalmente em função da Júlia. Tudo o que fazíamos e pensávamos era para ela”, lembrou, ao chegar à Santa Casa para mais uma visita ao berçário, acompanhado da tia da menina Cleide Adriana Caceres.

A tia, segundo ele, será uma “mãe substituta” do bebê, já que Valdir não tem irmãs ou mesmo mãe viva para ajudar a criar a menina. “Mas vou ser um pai presente”, garantiu. “A gente está preparando um quartel-general para ela”, disse, ao se referir à volta da criança para casa em meio ao frio intenso e aos casos de gripe suína na cidade.

Com a voz embargada, a tia contou que a irmã estava “eufórica” com a chegada do primeiro filho e que tamanha felicidade pode ter contribuído para que a família e a própria Rose não percebessem os sintomas iniciais da doença.

“A fraqueza que eu via nela me fazia pensar que ela ia apenas ganhar o bebê logo”, lembrou. Diante da notícia de que outras duas mulheres estão internadas na Santa Casa sob forte suspeita de gripe suína, Cleide fez um apelo: “As gestantes têm que se preservar. Qualquer sintoma pode ser curado. Só não pode descuidar”.

Fontes


Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati