Mais de 90 mil casos de COVID-19 registrados nos EUA no dia da eleição

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

4 de novembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Enquanto os eleitores de todo o país faziam fila para votar na eleição presidencial, os Estados Unidos tinham uma das maiores taxas diárias de COVID-19.

Um total de 91.530 infecções e 1.130 mortes foram confirmadas no dia das eleições, de acordo com a Universidade Johns Hopkins. Além disso, mais de 50.000 pessoas foram hospitalizadas, conforme evidenciado pelos dados coletados pela revista Atlantic.

Os Estados Unidos têm a maior incidência de COVID-19, com 9,3 milhões dos 47,4 milhões de casos em todo o mundo, incluindo 232.627 mortes. A França também atingiu outro marco sombrio na terça-feira, com 854 novas mortes por COVID-19, o maior desde meados de abril, informou a Reuters.

Enquanto isso, a Índia, perdendo apenas para os Estados Unidos no total de casos (mais de 8,3 milhões), parece estar em um ponto crítico na luta contra a pandemia. No último dia, mais de 46.000 novos casos de infecção foram registrados no país. Pelo décimo dia consecutivo, esse número está abaixo de 50.000. Ao mesmo tempo, mais de 6.700 pessoas adoeceram em Nova Delhi na terça-feira, que é a taxa diária mais alta da capital indiana.

Fontes

ru В день выборов в США зафиксировано более 90 000 заражений COVID-19 — VOA, 4 de novembro de 2020.

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit