Mãe de Rogério do Sporting foi seqüestrada

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

23 de março de 2005

Brasil

A mãe do jogador brasileiro Rogério, do Sporting Clube de Portugal, foi seqüestrada nesta segunda-feira, 21 de março, na cidade de Campinas, 83,5 km (51,88 milhas) de São Paulo.

A polícia não forneceu ainda maiores detalhes. Segundo recentes relatos, três homens armados invadiram à noite a casa de Inês Fidélis Régis, a mãe de Rogério, e levaram-na.

Este é o quarto caso de seqüestro de mãe de jogador no Brasil, em quatro meses. No dia 6 de novembro de 2004, tinha sido seqüestrada a mãe de Robson dos Santos, o Robinho do Santos Futebol Clube. Ela foi libertada e passa bem.

No dia 23 de fevereiro deste ano, Ilma de Castro Libânio, 51 anos, a mãe do joador brasileiro Edinaldo Batista Libânio, 25 anos, conhecido como Grafite e que atua pela equipe do São Paulo F. C. foi seqüestrada. Ela também foi libertada, um dia após ser mantida refém dos sequestradores.

No dia 11 de março de 2005, foi a vez da mãe do jogador Luis Fabiano do Futebol Clube do Porto ser levada por criminosos. Ela ainda está desaparecida.

Atualmente, diversos jogadores brasileiros estão apreensivos com os recentes acontecimentos, já que suas mães estão sendo visadas pelos sequestradores. Também aponta que os sequestros estão migrando da região da capital paulista para o interior e o litoral do estado.

Ver também

Fontes