Lula diz que decisão da OEA é "vitória do povo latino-americano"

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Presidente Lula, ao lado do presidente da Costa Rica, Oscar Arias, cumprimenta crianças durante cerimônia oficial de chegada ao país. Foto:Ricardo Stuckert/PR

Agência Brasil

4 de junho de 2009

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva chamou de “vitória do povo latino-americano” a decisão da Organização dos Estados Americanos (OEA) de revogar medida que excluiu Cuba do grupo.

“Apagamos uma história de muitos anos e recuperamos o direito de Cuba de participar da OEA”, disse Lula em entrevista a jornalistas brasileiros ao encerrar visita à Costa Rica.

Mesmo com a revogação, o presidente afirmou não saber se existe interesse de Cuba em voltar ao grupo – 47 anos depois da expulsão. “Não sei nem se Cuba quer voltar para a OEA. Eles podem não querer”.

O artigo da resolução de 1962 foi derrubado durante consenso acertado na 39ª Assembleia Geral da OEA, realizada em Honduras.

Uma comissão vai estudar como será o reingresso da ilha, seguindo os princípios da organização. Na época em que foi expulsa, os países da OEA entenderam que a ilha era uma ameaça à paz do continente, pois era aliada da União Soviética na Guerra Fria - período de disputas entre os Estados Unidos, capitalista, e a União Soviética, socialista.

Lula espera que o próximo passo seja o fim do embargo dos Estados Unidos à ilha. O presidente acredita que haja disposição do governo de Barack Obama de se aproximar de Cuba, comandada por Fidel Castro.

“Não tem explicação em lugar nenhum do mundo para o embargo à Cuba. O próximo passo que pode acontecer é ele [embargo] ir caindo aos poucos e tudo volte à normalidade”, afirmou.

Lula chega no Brasil na madrugada desta quinta-feira (4). A Costa Rica foi o último destino do presidente em uma viagem de quatro dias pela América Central.

Notícia relacionada

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati