Lula diz que decisão da OEA é "vitória do povo latino-americano"

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Presidente Lula, ao lado do presidente da Costa Rica, Oscar Arias, cumprimenta crianças durante cerimônia oficial de chegada ao país. Foto:Ricardo Stuckert/PR

Agência Brasil

4 de junho de 2009

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva chamou de “vitória do povo latino-americano” a decisão da Organização dos Estados Americanos (OEA) de revogar medida que excluiu Cuba do grupo.

“Apagamos uma história de muitos anos e recuperamos o direito de Cuba de participar da OEA”, disse Lula em entrevista a jornalistas brasileiros ao encerrar visita à Costa Rica.

Mesmo com a revogação, o presidente afirmou não saber se existe interesse de Cuba em voltar ao grupo – 47 anos depois da expulsão. “Não sei nem se Cuba quer voltar para a OEA. Eles podem não querer”.

O artigo da resolução de 1962 foi derrubado durante consenso acertado na 39ª Assembleia Geral da OEA, realizada em Honduras.

Uma comissão vai estudar como será o reingresso da ilha, seguindo os princípios da organização. Na época em que foi expulsa, os países da OEA entenderam que a ilha era uma ameaça à paz do continente, pois era aliada da União Soviética na Guerra Fria - período de disputas entre os Estados Unidos, capitalista, e a União Soviética, socialista.

Lula espera que o próximo passo seja o fim do embargo dos Estados Unidos à ilha. O presidente acredita que haja disposição do governo de Barack Obama de se aproximar de Cuba, comandada por Fidel Castro.

“Não tem explicação em lugar nenhum do mundo para o embargo à Cuba. O próximo passo que pode acontecer é ele [embargo] ir caindo aos poucos e tudo volte à normalidade”, afirmou.

Lula chega no Brasil na madrugada desta quinta-feira (4). A Costa Rica foi o último destino do presidente em uma viagem de quatro dias pela América Central.

Notícia relacionada

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati