Saltar para o conteúdo

Legisladores dos EUA criticam secretário de Defesa por hospitalização secreta

Fonte: Wikinotícias

1 de março de 2024

Email Facebook X WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, enfrentou críticas bipartidárias em uma audiência no Congresso na quinta-feira por não ter notificado prontamente o presidente Joe Biden e outros líderes sobre sua internação no mês passado. Os republicanos exigiram saber por que ninguém foi disciplinado.

Os membros do Comitê de Serviços Armados da Câmara condenaram o erro como um constrangimento e um fracasso de sua liderança. Eles observaram que o fato de Biden não ter sido informado de que Austin não estava no comando por dias poderia ter levado a confusão ou atrasos na ação militar.

Austin insistiu que não havia lacunas no controle do departamento ou na segurança do país porque “em todos os momentos, eu ou o subsecretário estávamos em condições de cumprir as funções do meu cargo”. Ele afirmou que foram feitas alterações no processo de notificação.

Muitos democratas também expressaram preocupação com a falta de transparência de Austin sobre sua hospitalização por complicações de uma cirurgia de câncer de próstata.

A deputada Elissa Slotkin, democrata do Michigan, lamentou a “indignação e drama” dos membros do comitê, dizendo que Austin admitiu ter cometido um erro, pediu desculpas e tomou medidas para evitar que se repetisse. Ele pediu aos seus colegas que “se concentrassem nas coisas que são realmente importantes para a segurança nacional”.

Fontes[editar | editar código-fonte]