Líderes de Kadima e Likud declaram-se vencedores das eleições em Israel

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

11 de fevereiro de 2009

A líder do Kadima, Tzipi Livni, começou a comemorar os resultados das eleições legislativas em Israel tão logo começou a apuração. Seu partido deve conquistar 28 cadeiras, das 120 do Knesset. Por outro lado, o líder do Likud, Benjamin Netanyahu, também comemorou os resultados das urnas, uma vez que ser partido deve conquistar cerca de 27 cadeiras, mas com a ascenção dos partidos radicais de direita, Netanyahu deverá compor uma nova coalizão mais facilmente. A fonte é o jornal israelense Haaretz.

O terceiro partido mais votado, segundo os resultados preliminares, foi o ultranacionalista Yisrael Beitenu, do polêmico Avigdor Lieberman, a grande novidade dessas eleições. A grande decepção das urnas veio com o tradicional Partido Trabalhista, que conquistou 13 cadeiras, ante 15 do Yisrael Beitenu.

O presidente Shimon Peres, que teoricamente pode indicar qualquer parlamentar para tentar formar um governo, deverá indicar Livni para tentar formar uma coalizão para governar o país, tendo para isso um prazo de 6 semanas.

Fontes